Significado de Abertura de Capital

Compartilhar o significado de Abertura de Capital no Facebook

O que é capital, economicamente falando, todos sabemos: conjunto de bens que favorecem para a criação de outros bens e serviços.

Agora, você sabe o que significa abertura de capital?

Em termos práticos, quando uma companhia abre o capital social da empresa, ela está buscando recursos financeiros que tem como objetivo financiar suas atividades.

O conceito é bastante simples, embora na prática seja mais burocrático do que parece. A companhia é "fatiada" em diversas ações e distribuídas aos acionistas interessados em se tornar sócios, cujo valor de mercado dessas ações é definido pela lei de oferta e procura.

Podem se considerar de capital aberto as companhias também conhecidas como "sociedade anônima" que possuem os valores mobiliários de suas emissões, como ações, debêntures, entre outros e que são admitidos em bolsa ou no mercado balcão.

Portanto, esse processo de democratização ao capital social da companhia, fará com que o número de ações pertençam a um grupo de acionistas ou, se preferirem, sócios.

Acredito que o principal benefício ao abrir o capital da empresa, tanto para a empresa em si quanto para os seus sócios, está na captação de recursos e a possibilidade do desenvolvimento da companhia em diversos aspectos, que envolvem tanto a melhoria quanto a expansão do negócio como um todo.

Olhando para o lado da empresa, a abertura do capital é mais vantajoso do que recorrer a outras fontes, como por exemplo, pedir empréstimos a instituições financeiras e ter que arcar com taxas de juros elevadas. Além disso, a empresa ainda pode pagar por dívidas que já existam, realizar fusões, reduzir custo de capitais e obter uma larga vantagem em relação aos seus concorrentes.

Falando especificamente dos sócios, o crescimento da empresa com todo esse processo já é um grande benefício. Entretanto, há também como citar outros fatores, como por exemplo a liquidez aos acionistas que propicia maior proteção ao seu patrimônio.

Por outro lado, ao analisar algumas desvantagens que a abertura do capital pode trazer, não há como deixar de mencionar os custos elevados de toda a operação que envolvem tanto a IPO quanto o gerenciamento da empresa em regime de capital aberto, como taxas da CVM, criação e manutenção de um setor específico para os acionistas, auditoria, entre outros fatores.

Para concluir, existem dois outros aspectos importantes que precisam ser lembrados: primeiro é o fato de que as empresas precisam estar muito bem organizadas, pois terão que lidar com as obrigações que antes da abertura do capital inexistiam, como divulgação de resultados periódicos, transparência com informações financeiras e estratégicas, que podem trazer certa desvantagem competitiva. Segundo, é a incerteza que uma nova empresa sendo negociada no mercado de capitais proporciona, em que a confiança e os dados históricos são muito importantes para a avaliação dos investidores.

Voltar para ajuda