O que é Cash Yield e Dividend Yield?

Publicado por Ricardo B.
Compartilhar o artigo O que é Cash Yield e Dividend Yield? no Facebook

Em algum momento, por menor e mais insignificante que tenha sido ele, independente do canal que tenha escolhido para acompanhar as notícias do mundo do investimentos, você deve ter se deparado com o termo “Cash Yield” ou, mais comumente ainda, “Dividend Yield”. E, se foi a curiosidade ou o desejo de aprender mais sobre o assunto que lhe trouxe até aqui, você veio ao lugar certo.

Qual a diferença entre Cash Yield ou Dividend Yield?

Como dito antes, Cash Yield e Dividend Yield, são a mesma coisa. A grande diferença entre os dois está em uma popularidade temporal. Ou seja, o primeiro termo era utilizado lá atrás, em décadas passadas. Com a crescente procura e popularização de cursos e educação sobre índices de investimento, o termo Dividend Yield, ou simplesmente DY como é conhecido pelos adeptos da análise fundamentalista, se tornou o preferido pelos comunicadores de plantão.

Portanto, a única diferença está mesmo no nome. Enquanto a tradução de “cash” é dinheiro, cujo significado todos já sabem, a tradução de “dividend” é dividendo; e o significado nada mais é do que tudo aquilo que pode ser dividido.

O que é Dividend Yield?

Podemos definir o Dividend Yield como um importante indicador que tem como objetivo, mensurar o desempenho e potencial de bonificação de uma empresa para os seus acionistas. Sendo assim, quanto maior o DY, mais disposta a pagar altos dividendos a empresa estará.

O mais interessante desse indicador é que raramente o pequeno investidor, aquele que ainda está engatinhando no mercado de ações, faz seus aportes levando em consideração a hipótese de se obter lucros que não sejam com a oscilação das cotações. Sim, existem outras formas de ser remunerado em seus investimentos, o Dividend Yield é apenas mais uma e talvez a mais simples delas.

Portanto, ao realizar suas ordens de compra, além de avaliar se a companhia é de fato uma boa escolha dentro de seus critérios, veja se o DY apresenta números relativamente bons também. Desta forma, de tempo em tempos, de acordo com o calendário de pagamento da empresa, você colherá os louros por ter se tornado sócio de uma ótima pagadora de dividendos.

Como é calculado o Dividend Yield?

É claro que nem tudo são flores! Assim como diversos outros indicadores, com o DY não será diferente e você terá que aplicar uma continha para chegar ao percentual de pagamento.

Mas calma, não se assuste. Essa conta será apenas para exemplificar. Obviamente, outras pessoas, até mais gabaritadas que eu ou você, já fizeram esse trabalho e deixaram o percentual prontinho, apenas para você decidir qual das empresas escolherá para a sua carteira. Portanto, nosso exemplo será apenas didático, para que aprenda a teoria por trás disso tudo.

Para chegar no percentual do DY, você deve identificar o valor pago por ação que a companhia divulgou em seu RI - Relação com Investidores - e dividir pelo valor atual da cotação. Feito isso, multiplique por 100 para chegar no percentual real.

Supondo que o valor do dividendo pago por ação seja R$ 0,50 e a cotação seja R$ 27,50, a continha deverá ser feita da seguinte forma:

  1. DY  = (d / a) * 100
  2. DY  = (0,50 / 27,50) * 100
  3. DY  = (0,50 / 27,50) * 100
  4. DY = 0,0181 * 100
  5. DY = 1,81%

Todo cuidado é pouco

Como o DY tem relação direta com a cotação de um papel, um alto percentual desse indicador, nem sempre significará que a empresa é uma boa pagadora de dividendos. Muitas vezes, trata-se apenas de um papel desvalorizado, e isso pode confundi-lo.

Portanto, antes de escolher o ativo que receberá seus aportes, analise amplamente e leve em consideração também outros fatores e bons fundamentos, como por exemplo se a empresa é bem administrativa e, acima de tudo, trás lucros recorrentes para os seus acionistas.

Outros tipos de proventos

O dividendo não é o único provento pago pelas companhias. Além dele, existem também:

  • Juros sobre Capital Próprio - JCP: semelhante ao pagamento de dividendos, porém a contabilidade é feita de maneira diferente para a companhia;
  • Bonificação: o provento é pago com ações ao invés de dinheiro;
  • Direito de Subscrição: você recebe o direito de compra de novas ações lançadas pela companhia, antes do mercado em geral.

Uma dica importante, principalmente se o seu perfil é conservador e seus investimentos miram o longo prazo, uma excelente estratégia é reinvestir os valores pago como provento, no mercado de ações. Dessa forma, seu montante crescerá no decorrer dos anos e, somados, podem trazer ainda mais rentabilidade.

Quando os proventos são pagos?

Toda a companhia possui um calendário de pagamento. Dessa maneira, o acionista consegue acompanhar as datas em que receberá seus proventos.

Dentre as informações que serão divulgadas pela companhia, esteja sempre atento ao evento que será divulgado, o valor de pagamento, a data ex e a data de pagamento.

É importante entender também que a “data ex” marca o fim da possibilidade de compra para o recebimento do provento. Se comprar após essa data, quem tem o direito pelo provento, será o vendedor, não o comprador.

Considerações finais

Entender o que é Cash Yield ou Dividend Yield, é um passo fundamental para compor uma estratégia eficiente para investimentos de médio e longo prazo. Além disso, é um importante indicador que lhe ajudará a identificar o quanto uma companhia é saudável dentro do seu escopo administrativo.

Gostou do artigo? Deixe um comentário e ajude a aperfeiçoar o conteúdo do site.