Significado de Trafico de escravos

Compartilhar o significado de Trafico de escravos no Facebook
Comercio de escra vos africanos na Idade Moderna, iniciado em meados do seculo XV e so encerrado na segunda metade do seculo XIX. O trafico de escravos ne gros antes desse periodo ja era praticado por mercadores arabes. Com os grandes descobri mentos e o desenvolvimento do mercantilismo, esse comercio passou a ser feito por europeus, sendo os africanos inicialmente empregados em trabalhos na Espanha, em Portugal e nas plan tacoes de canadeacucar das ilhas atlanticas portuguesas. Com a colonizacao da America e a implantacao das culturas tropicais, intensifi couse o trafico, calculandose que cerca de 15 milhoes de africanos foram transportados para o Novo Continente, dos quais 3,6 milhoes para o Brasil. Os portugueses detiveram o monopolio do trafico negreiro ate o comeco do seculo XVII, enfrentando depois a concorrencia de ingleses, franceses e holandeses. No seculo XVIII, a lide ranca passou aos ingleses, que tiveram nesse rentavel comercio uma importante fonte para a acumulacao de capitais. Ate 1800, um numero maior de africanos que de europeus havia cru zado o Atlantico rumo ao Novo Mundo. Com a Revolucao Industrial, baseada num sistema de trabalho assalariado, a Inglaterra passou a de fender a extincao do comercio de escravos ne gros. Entre 1777 e 1804, todos os Estados do Norte dos Estados Unidos aboliram o trafico, que continuou a alimentar o Sul do pais, servindo as grandes plantacoes de algodao. Em 1807, a Inglaterra proibiu o trafico para suas co lonias, e a Franca fez o mesmo em 1848. Em 1845, a Lei Aberdeen autorizava a Marinha in glesa a perseguir e capturar em altomar as em barcacoes negreiras a caminho do Brasil. O tra fico foi extinto pelo Brasil em 1850, mas o co mercio interno de escravos prolongouse ate 1885

Voltar para ajuda