Significado de Carteira própria

Compartilhar o significado de Carteira própria no Facebook

A carteira própria é o conjunto de títulos de uma instituição financeira mantidos com recursos próprios. Esses títulos podem estar vinculados a acordos de recompra (repo) ou serem financiados diretamente pela instituição. A seleção dos papéis que compõem a carteira própria é feita levando em consideração fatores como alavancagem e custos de financiamento, buscando otimizar o retorno e minimizar os riscos.

Por meio da carteira própria, as instituições financeiras podem buscar oportunidades de investimento, realizar estratégias de negociação e gerenciar riscos. Essa atividade pode envolver a compra e venda de títulos, tanto de renda fixa quanto de renda variável, com o objetivo de obter lucro por meio de diferenciais de preço, cupons ou outras formas de remuneração.

A gestão da carteira própria requer uma análise criteriosa dos riscos envolvidos, como risco de mercado, risco de crédito e risco de liquidez. As instituições financeiras também devem seguir regulamentações e diretrizes específicas para a gestão de seus ativos, garantindo a conformidade com as normas e a proteção dos interesses dos clientes e investidores.

Ao refletir sobre a carteira própria, é importante considerar o papel das instituições financeiras na economia e o equilíbrio entre risco e retorno nas atividades de investimento. A gestão eficiente da carteira própria pode contribuir para a rentabilidade e solidez financeira das instituições, ao mesmo tempo em que oferece oportunidades de investimento e liquidez para os mercados.

Voltar para ajuda

Termos Relacionados a sua Pesquisa: